Saúde e bem-estar: saiba por que a dermatologia é importante

Saúde e bem-estar: saiba por que a dermatologia é importante

Nos últimos anos, impulsionada pela preocupação crescente da sociedade com saúde e bem-estar, a dermatologia foi uma das especialidades médicas que mais cresceram no Brasil. Ainda que os tratamentos estéticos sejam representativos para esse desempenho, a dermatologia não se resume a eles, já que também existem outros campos de atuação. Neste post, você vai entender o papel das dermatologias clínica, cirúrgica e oncológica, além, é claro, da estética, também conhecida como cosmiátrica. 

De acordo com a Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), dermatologia é uma especialidade médica cuja área de conhecimento se concentra no diagnóstico, na prevenção e no tratamento de doenças e afecções relacionadas à pele, aos pelos, às mucosas, ao cabelo e às unhas. Há mais de três mil doenças dermatológicas que afetam a pele de crianças, adultos e idosos, interferindo assim na saúde e bem-estar. 

Ainda segundo a SBD, apenas o dermatologista está devidamente capacitado para atender em qualquer área da dermatologia. Ou seja, somente um profissional formado em medicina e com especialidade em dermatologia tem condições de prestar um atendimento seguro e de qualidade. Em maio, a SBD protocolou no Ministério Público Federal alerta sobre procedimentos estéticos irregulares feitos por não médicos, o que coloca em risco a vida do paciente. A lei proíbe que não médicos realizem procedimentos estéticos.

“A dermatologia é muito abrangente e exige amplo conhecimento por parte do dermatologista”, diz a doutora Luciana Cattini, que possui título de especialista em dermatologia pela Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) e pela Associação Médica Brasileira (AMB). Para avaliar adequadamente o paciente, a médica faz no primeiro atendimento a chamada anamnese, que é uma conversa anterior ao exame clínico para conhecer o perfil e a rotina de quem está chegando à clínica.

“Procuro saber se o paciente está tomando medicação de uso contínuo, se tem alergia  a algum medicamento de uso tópico ou oral, se pratica atividade esportiva e questiono sobre antecedentes familiares de câncer de pele, que, como sabemos, podem influenciar no desenvolvimento da doença, atividade profissional, hábitos alimentares, experiências prévias com procedimentos dermatológicos, uma conversa para conhecer melhor o paciente e poder compreender as expectativas do tratamento para poder alinhar com as minhas indicações”, explica Luciana. Outra pergunta feita pela dermatologista diz respeito à profissão. “Saber a ocupação dá mais insumos para que eu defina os procedimentos corretos e a melhor abordagem. Consigo saber, por exemplo, o quanto o paciente poderá se dedicar ao tratamento e em quais horários do dia”, finaliza.

O que é dermatologia clínica?

Esse campo da dermatologia está concentrado em prevenir, diagnosticar e tratar doenças e problemas que atingem a pele e seus anexos, como cabelo, pelos e unhas. A pele é o maior órgão do corpo humano. Três camadas a compõem: a superior chamada de epiderme, a intermediária chamada de derme e a profunda denominada hipoderme.

O que é dermatologia cosmiátrica?

Mais conhecida como dermatologia estética, a dermatologia cosmiátrica, que também se preocupa com a saúde e bem-estar, está voltada para o tratamento e a prevenção do envelhecimento extrínseco e intrínseco da pele. Como destacamos no início do post, os procedimentos cosmiátricos são médicos e, portanto, devem ser realizados por um dermatologista. É esse profissional quem executa com habilidade e segurança procedimentos estéticos como preenchimentos, peelings, depilação a laser, aplicação de toxina botulínica e utilização do laser para rejuvenescimento. 

O que é dermatologia cirúrgica?

É o campo da dermatologia que abrange, por meio de técnicas cirúrgicas, cosmiátricas, oncológicas e reconstrutivas, todos os procedimentos realizados na pele ou no tecido subcutâneo. A dermatologia cirúrgica lida com questões clínicas ou estéticas relacionadas à pele, ao cabelo e às unhas. 

Os procedimentos da dermatologia cirúrgica são biópsias, remoção de pintas, de cistos, de lipomas e de tumores, correção de cicatrizes, transplante de cabelo, cirurgia de unhas, procedimentos a laser, entre outros. 

O que é dermatologia oncológica?

Esse campo da dermatologia está dedicado a combater o câncer de pele. Seu desafio é reconhecer com agilidade os primeiros sinais da doença. Como ocorre também com outros tipos de câncer, a descoberta precoce aumenta consideravelmente as chances de cura. O dermatologista dispõe para isso de recursos tecnológicos  como o mapeamento corporal e a dermatoscopia digital, que identificam lesões suspeitas de câncer de pele. 

Gostou do post? Percebeu como a dermatologia é imprescindível para garantir saúde e bem-estar? Fique à vontade para deixar seus comentários!

Deixe um comentário

Your email address will not be published.