Saiba por que a depilação a laser Vectus oferece os melhores resultados

Saiba por que a depilação a laser Vectus oferece os melhores resultados

Não há dúvida de que a depilação a laser é cada vez mais buscada pelos brasileiros. O principal benefício é seu potencial de promover a depilação definitiva. Significa dizer que há boas chances de o paciente nunca mais ver pelos em determinada região do corpo. Entre as técnicas mais modernas e que oferecem os melhores resultados está a depilação a laser Vectus, que utiliza equipamento com o maior ponto de contato do mercado, permitindo assim duração menor do tratamento. 

Como regra geral desse tipo de depilação, o laser queima a raiz dos pelos e só age com eficiência naqueles que estão na fase anágena, ou seja, em crescimento. Em termos técnicos, durante a aplicação, a energia emitida pelo aparelho é atraída pela pigmentação ou melanina do folículo piloso, levando ao seu enfraquecimento e à sua destruição. O folículo piloso é a estrutura de um fio de pelo (ou de cabelo), que possui bulbo, glândula sebácea e sudorípara, músculo erector e outros órgãos menos relevantes. 

Há muitos tipos de laser disponíveis no mercado. Os mais eficazes, como o da técnica Vectus, têm comprimento profundo de onda e estabelecem como alvo a melanina localizada na raiz do pelo. Quanto mais clara a pele e mais escuro e grosso o pelo, mais eficiente é a depilação realizada pelo laser. 

Para responder às dúvidas mais comuns sobre a depilação a laser Vectus, conversamos com a dermatologista Luciana Cattini, que possui mais de dez anos de experiência com técnicas de depilação a laser. A doutora Luciana possui aperfeiçoamento em cirurgia dermatológica, cosmiatria e laser pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Dermatológica. 

1) Qual é a eficácia da depilação a laser Vectus?

Muito eficaz. A eficácia é superior em comparação com outras técnicas. Na minha clínica, percebo uma redução de 80% a 95% dos pelos de cada paciente. Claro que o resultado depende de uma série de fatores que varia de paciente para paciente. Para os pacientes com pelos mais grossos e pigmentados, o resultado é mais rápido e já pode ser percebido logo nas primeiras sessões. 

2) Quantas sessões são necessárias?

Assim como na questão anterior, uma resposta assertiva não é possível porque o número exato de sessões depende das características do paciente. O que posso dizer é que esse número varia entre três e seis sessões. Para que o tratamento seja bem-sucedido, o intervalo de uma sessão para outra deve ser respeitado pelo médico. Essa pausa vai de seis a oito semanas. 

As sessões devem ser espaçadas porque os pelos precisam estar em fase de crescimento, chamada tecnicamente de anágena. É nesse período que os pelos absorvem a energia térmica do laser, que, ao chegar ao bulbo capilar, faz com que os pelos sejam inibidos ou passem a crescer em velocidade inferior.

3) Quais são os cuidados que o paciente deve tomar?

O principal cuidado diz respeito à exposição ao sol. O paciente não pode se expor ao sol antes do tratamento e ao longo da semana posterior. Após cada sessão, o paciente pode retomar normalmente suas atividades diárias, evitando, como disse, a incidência de luz solar na região do tratamento. 

4) Por que mensurar a melanina é importante para o sucesso da depilação a laser?

A mensuração da densidade média da melanina na pele permite que eu possa medir com precisão o nível de energia a laser a ser utilizado no tratamento. 

Na depilação a laser Vectus, há um aparelho acoplado, chamado de Skintel, que se comunica com o laser principal. Essa compreensão de quanto melanina existe na pele auxilia meu trabalho, já que, como disse, posso ajustar o tratamento para obter resultados superiores. Caso a densidade média de melanina seja maior, por exemplo, não vai adiantar direcionar energia baixa porque o pelo voltará a crescer em poucas semanas. 

5) A depilação a laser Vectus dói?

O procedimento pode ser um pouco dolorido dependendo do local a ser tratado. O que posso garantir é que a intensidade da dor é muito menor do que a de outros lasers. A depilação a laser Vectus conta com um sistema de refrigeração. A lente de safira é mantida a uma temperatura de 5ºC, o que minimiza os riscos do procedimento e possibilita o conforto do paciente durante toda a sessão. 

6) O paciente deve contar com acompanhamento médico?

Sem dúvida. Logo após a sessão, o paciente deve ser avaliado. A depilação a laser é um tratamento médico como qualquer outro. Isso significa que o paciente deve ser acompanhado pela equipe médica responsável pelo procedimento. Aqui no consultório, minhas assistentes entram em contato frequentemente com o paciente para verificar suas condições de saúde. 

Agradecemos a leitura do post! Quer fazer uma pergunta para a doutora Luciana sobre a depilação a laser Vectus? Fique à vontade!

Comments (2)

  1. Edileusa
    out 04, 2019 at 9:07 am

    Olá dra. Luciana,gostaria de saber se posso fazer depilação a laser nas pernas pois tenho amiloidose cutânea,tenho medo que as manchas escureçam ainda mais,e como a sra.é dermato creio que poderá me responder,fico no aguardo da resposta,desde ja agradeço.

    • Clínica da Dra. Luciana Cattini
      out 11, 2019 at 2:37 pm

      Olá, Edileusa. Tudo bem?

      Depende da área acometida pela amiloidose e da extensão das lesões. Em geral, a depilação a laser não é contraindicada.

      Um abraço,
      Dra. Luciana.

Deixe um comentário

Your email address will not be published.